Portal de Aquidauana

Seja bem vindo,

Cota��o
Aquidauana

Indígenas de Aquidauana participam de oficina para uso correto de EPIs

Publicado em 31/07/2020 Editoria: Saúde


Nesta semana, a Prefeitura de Aquidauana junto com a Comissão de Controle Sanitário do Governo do Estado, da Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) e da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI) realizaram oficinas de capacitação dos indígenas dentro das aldeias, orientando aos indígenas sobre como atuarem de forma segura nas barreiras sanitárias.
 
As lideranças e caciques indígenas da região do Limão Verde e do Distrito de Taunay/Ipegue implantaram medidas de controle para entrada nas aldeias com barreiras sanitárias e, visando, com o recebimento de EPIs, se fez necessário uma capacitação para dar mais segurança a eles no trabalho que estão fazendo pelas suas aldeias.
 
Nas oficinas, na Aldeia Limão Verde e no Distrito de Taunay, a equipe técnica orientou na prática aos caciques, lideranças e indígenas que estão atuando nas barreiras sobre como fazer a colocação e retirada dos equipamentos de proteção individual (EPIs), como utilizar os uniformes de proteção, sobre a higienização dos equipamentos, como é a metodologia correta de trabalho e abordagem nas barreiras sanitárias, para que os indígenas possa atuar de forma mais segura evitando mais contaminação pela Covid-19.
 
Ministrando nas oficinas, esteve a farmacêutica Juliana (SESAI), Frederico Damásio (Sejusp), Te. Cel. Leonardo Congro (Corpo de Bombeiros de MS), a equipe de Controle Sanitário do Estado e a equipe de agentes de Controle de Vetores da Prefeitura de Aquidauana. 
 
"Foram oficinas práticas em que pudemos esclarecer as dúvidas da comunidade indígena atuante nas barreiras e conseguimos demonstrar para eles as formas seguras e eficientes para usarem os EPIs e uniformes. Compartilhamos conhecimentos e nossa prática diária com eles, são informações que podem ajudá-los nessa missão que é de todos nós, de prevenir a Covid-19 e tentarmos salvar vidas dentro e fora das aldeias", explicou Sebastião Marques, coordenador do Controle de Vetores.