Portal de Aquidauana

Seja bem vindo,

Cota��o
Aquidauana

Mato Grosso do Sul recebe novo lote de AstraZeneca

Publicado em 17/09/2021 Editoria: Sade


Depois de quase duas semanas sem receber novos lotes de AstraZeneca, desembarcaram 30.250 mil doses da vacina na quinta-feira (16) em Campo Grande.
 
 
 
O governo do estado chegou a anunciar a intercambialidade de vacinas para quem estava com a segunda dose de AstraZeneca atrasada. A medida vai continuar valendo.
 
 
 
O carregamento da AstraZeneca chegou às 13h55, antes, ainda na parte da manhã, o Estado também recebeu 37.440 mil doses de Pfizer. Somando, são 67.690 novas doses para Mato Grosso do Sul.
 
 
 
Intercambialidade
 
Nesta semana, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) autorizou os municípios a realizarem a chamada “intercambialidade” de vacinas contra a Covid.
 
 
 
A medida foi publicada na terça-feira (14), depois que o País começou a sofrer com a falta de AstraZeneca. Só no Estado, eram pelo menos 11 cidades sem a vacina para aplicar a segunda dose em quem já tomou a primeira de AstraZeneca.
 
 
 
Estavam sem doses as cidades de Anastácio, Aquidauana, Costa Rica, Coxim, Dourados, Eldorado, Ladário, Mundo Novo, Ponta Porã, São Gabriel do Oeste e Três Lagoas.
 
 
 
Em Campo Grande, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) chegou a dizer que não faria a intercambialidade por enquanto porque as doses disponíveis de AstraZeneca são suficientes para dar andamento ao calendário.
 
 
 
Como vai funcionar
 
Quem tomou a primeira dose da AstraZeneca ou da CoronaVac poderá receber a segunda dose com a vacina da Pfizer, desde que respeitados os prazos definidos entre as aplicações.
 
 
 
A justificativa para a aprovação da intercambialidade foi para não atrasar o calendário vacinal. Isso porque foram quase duas semanas sem envio de AstraZeneca aos Estados devido à falta de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) para produção de doses pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz).
 
 
 
Mato Grosso do Sul é o estado que mais vacinou a população no País. Aqui, 93,59% da população adulta vacinável maior de 18 anos recebeu primeira do imunizante e 67,79% foram imunizados com a segunda dose.
 


› FONTE: conjunturaonline