Portal de Aquidauana

Seja bem vindo,

Cota��o
Aquidauana

Bebê de 9 meses é primeiro caso confirmado de chikungunya em 2020

Publicado em 24/01/2020 Editoria: Saúde


Criança está em tratamento e novos exames serão realizados; caso foi notificado pela Secretaria Municipal de Saúde
 
Mato Grosso do Sul registrou o primeiro caso de chikungunya, em 2020. A confirmação é da Secretaria Municipal de Saúde de Corumbá, distante 419 quilômetros da Capital. Exame realizado em laboratório particular deu positivo para um bebê, de 9 meses, atualmente em tratamento.
 
"Temos um caso confirmado, um bebê de 9 meses. Estamos seguindo o protocolo de tratamento do Ministério da Saúde e nossos pediatras e técnicos estão dando toda condição e assistência para a família", revelou o secretário municipal, Rogério Leite, durante evento em Campo Grande, na tarde desta quinta-feira (23).
 
Segundo apurado pela reportagem, a família da criança é do Bairro Universitário, em Corumbá, e ainda esta semana será recolhido material para novos exames no Laboratório Municipal.
 
Apesar da confirmação por parte do município, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) afirmou não ter sido notificada sobre o caso. Em 2019, conforme a secretaria municipal, foram notificados 43 casos, 10 deles confirmados.
 
Ação - Conforme Rogério, o município na fronteira com a Bolívia precisou suspender as atividades do bloqueio químico, que combate o mosquito Aedes Aegypti - transmissor da febre chikungunya e de doenças como dengue e zika -, por 9 meses. Isso porque o estoque de inseticida chegou ao fim. Apesar disso, o trabalho físico dos agentes seguiu normalmente.
 
"Os mutirões continuaram sendo realizados o ano todo. Vivemos em uma região endêmica, Corumbá tem incidência maior de mosquitos adultos e isso ocorre ainda mais com aumento do indice de chuva", explica o secretário.
 


› FONTE: Campo Grande News