Portal de Aquidauana

Seja bem vindo,

Cota��o
Aquidauana

Polícia investiga morte de recém-nascido deixado em meio a lençóis sujos

Publicado em 08/03/2020 Editoria: Polícia


Bebê morreu na madrugada deste sábado. Foto: Diário Corumbaense/ Divulgação

Bebê morreu na madrugada deste sábado. Foto: Diário Corumbaense/ Divulgação

Criança nasceu com problema de saúde e família fala em desrespeito
 
A Polícia Civil de Corumbá, a 429 quilômetros de Campo Grande, investiga as circunstâncias da morte de um recém-nascido, ocorrida na madrugada deste sábado (07), na maternidade da Santa Casa, três dias após o parto. A vítima foi encontrada enrolada em lençóis sujos, no necrotério, com formigas no corpo.
 
O delegado plantonista Willian Rodrigues de Oliveira Júnior esteve no local e disse que o objetivo das investigações é apurar se houve negligência. Por enquanto, ainda não há indícios de crime e o caso está sendo tratado como morte a esclarecer. O menino nasceu no dia 4 de março, por meio de cesariana.
 
Logo em seguida foi descoberto que ele tinha Icterícia, doença caracterizada por uma coloração amarela na pele ou nos olhos causada pelo excesso de bilirrubina, uma substância criada quando os glóbulos vermelhos se rompem. Foram solicitados exames e uma possível transferência para Campo Grande.
 
Porém, o quadro de saúde piorou e nesta madrugada o bebê faleceu. Familiares foram informados e, no hospital, se depararam com a vítima em meio aos lençóis sujos e formigas no necrotério. “A principal queixa [da família] era de que o bebê foi encontrado em situação imprópria, de que houve ai um possível desrespeito por parte do hospital”, disse o delegado.
 
Ele informou que em conversa com o família, houveram reclamações, mas nada que apontasse para uma negligência de fato. “Não falaram expressamente em negligência, mas disseram que não tinha médico o tempo inteiro para acompanhar a criança”, ponderou. “Por isso, foi requisitado laudo necroscópico para descobrir o que aconteceu”.
 
Este tipo de exame pericial aponta o que levou a criança à morte. A partir do resultado, será possível para a Polícia Civil constatar se houve negligência ou não.“Isso não quer dizer que há um crime a ser investigado neste momento”, explicou.
 
Em nota, a Secretaria de Saúde de Corumbá informou que tomou conhecimento do ocorrido e que está acompanhando o caso junto à administração do hospital. “Ressaltamos que a administração municipal não é conivente com este tipo de atitude, e tem trabalhado constantemente pela humanização e pelo bom atendimento prestado ao munícipe”.
 

Por sua vez, a Associação Beneficente de Corumbá, responsável pela Santa Casa, disse que é referência neste tipo de atendimento na região e que vai instaurar sindicância para averiguar com cautela os fatos e, caso seja necessário, responsabilizar devidamente os envolvidos. “Mais uma vez lamentamos profundamente o ocorrido e nos solidarizamos com a dor dos pais e demais familiares, reafirmando o compromisso de prover a melhor assistência médico-hospitalar a toda população”.
 


› FONTE: Midiamax