Portal de Aquidauana

Seja bem vindo,

Cota��o
Aquidauana

Saúde: Trabalho de excelência é a marca do SAMU de Aquidauana

Publicado em 23/07/2021 Editoria: Cidade


Fotos: Gabriela Bernardes

Fotos: Gabriela Bernardes

Conhecimento, agilidade, foco, coragem. Requisitos básicos para os profissionais envolvidos com trabalhos de primeiros socorros, em especial os trabalhadores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que auxilia no atendimento na rede pública de saúde em Aquidauana e Anastácio, prestando socorro à população em casos de emergência.
 
O serviço funciona 24 horas por dia com equipes de profissionais de saúde, que conta com enfermeiros, técnicos de enfermagem e condutores socorristas, atendendo as urgências e emergências em qualquer lugar: residências, locais de trabalho, vias públicas, área rural, aldeias, distritos, contando com a Central de Regulação que fica em Campo Grande (onde é preciso seguir as orientações do médico regulador), onde o nosso Samu é subordinado atualmente.
 
Os veículos de salvamento são devidamente equipados, contando com o diferencial de compor em suas Unidades Móveis monitor cardíaco e desfibrilador externo automático, que facilitam o atendimento das vítimas de parada cardíaca, por exemplo. Por sua vez, as Centrais de Regulação têm um papel indispensável para o resultado positivo do atendimento; sendo o socorro feito após chamada também gratuita, para o telefone 192. Importante reforçar que a referência do Samu é o Hospital Regional de Aquidauana, todas as vítimas socorridas por esses profissionais são levadas para atendimento nesta Unidade Hospitalar.
 
O que muita gente não sabe é que, mesmo o serviço sendo de competência tripartite (espaços intergovernamentais, políticos e técnicos em que ocorrem o planejamento, a negociação e a implementação das políticas de saúde pública, onde são responsáveis União, Governos e Municípios), quem administra o Samu em Aquidauana é a gestão municipal, que tem total responsabilidade pelo funcionamento, equipamentos, aparelhos, profissionais, manutenção de viaturas, entre outras atribuições.
 
O coordenador do Samu, Heverton Bastos fez questão de reforçar a importância que o prefeito Odilon Ribeiro dá ao trabalho destes profissionais, onde não deixa faltar nada e dá total condições para sejam feitos os atendimentos à população, inclusive neste momento de pandemia, os profissionais deste transporte de urgência e emergência estão tendo todo aparato com insumos e EPIs.
 
Samu vai ganhar viatura 4×4 da gestão municipal em parceria com a Câmara Municipal
 
Como nossa região é composta por propriedades rurais, distritos e aldeias, a grande maioria com acesso por estrada de chão,  as dificuldades são ainda mais acentuadas e o deslocamento pode se tornar moroso. Com objetivo de melhorar o acesso dos socorristas nesses locais para melhor atender quem precisar de atendimento imediato, o prefeito de Aquidauana Odilon Ribeiro, em conjunto com o presidente da Câmara Municipal, vereador Wezer Lucarelli, designou verba para a aquisição de uma viatura modelo caminhonete 4×4 totalmente equipada. O veículo já está em processo de licitação, já que é necessário uma grande e moderna adaptação da viatura.
 
Mas enquanto esta guarnição não fica pronta, os atendimentos com as Unidades Móveis continuam sendo realizados nestes locais, sem alteração.
 
A importância do Samu na pandemia
 
E falando sobre pandemia, o Samu em Aquidauana está tendo uma atribuição de extrema importância no momento em que passamos na saúde pública: o deslocamento de pessoas suspeitas ou acometidas com covid-19 em segurança. No início, deixavam uma viatura apenas para esse transporte, porém, após deslocar um paciente infectado, levavam mais de uma hora na desinfecção/higienização do veículo.
 
Para otimizar o serviço, o coordenador do Samu, Heverton Bastos, desenvolveu uma capsula, para o transporte desses pacientes, com toda especificação técnica de segurança em saúde. Ele realizou pesquisas fora do Estado e vendo algumas ideias, idealizou  principio com estrutura de cano PVC, pois para atender de imediato a equipe, a estrutura saiu mais em conta, porém devido a demanda, a estrutura se tornou frágil, então Heverton modificou para estrutura metálica.
 
Esse equipamento de proteção coletiva, protege tanto o paciente, quanto os profissionais de saúde que atuam nas viaturas 24 horas por dia, 7 dias da semana. Uma estrutura que envolve cobertura de plástico e na prática essa cápsula de proteção impede que gotículas produzidas pelo paciente atinjam a equipe. Essa estrutura tem um zíper para se ter acesso ao paciente diretamente, se necessário.
 
Como funciona o deslocamento das viaturas para atendimento. Existe limite de quilometragem?
 
Outra temática envolvendo o trabalho do Samu é como funciona o atendimento para as ocorrências. Como dito no início da reportagem, a parte operacional é com a Central de Regulação, onde só é possível o deslocamento com a ordem do médico regulador, pelo número 192.
 
Sim, o Samu tem um limite de quilometragem, mas quem define isso é a regulação e não a equipe da guarnição de plantão. No caso de Aquidauana, o Samu atende a área rural, distritos, aldeias, sem nenhuma intercorrência, desde que autorizado o atendimento pelo médico regulador.
 
O atendimento pelo número 192 passa por três etapas. Na primeira delas, o atendente recebe a chamada, faz a triagem do caso, pega os dados do solicitante e direciona para um médico. Em seguida, o médico avalia a demanda, dá as orientações necessárias e conclui se é, ou não, necessário o envio de ambulância. Na etapa final é feito o despacho da ambulância. O procedimento é rápido e do primeiro atendimento até o envio da ambulância.
 
A população deve ser sempre a grande aliada dessas equipes, por um trabalho sério, responsável e sem trotes.  SAMU é para Salvar Vidas, e com Vida não se brinca. Um segundo pode ser decisivo na hora de salvar uma vida, e esse é o principal trabalho do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, representando milhares de vidas salvas.
 


› FONTE: JNE