Portal de Aquidauana

Seja bem vindo,

Cota��o
Aquidauana

“É só mais uma bronca”, diz adolescente acusado de furto de motos

Publicado em 09/10/2019 Editoria: Polícia


Com pelo menos 40 passagens por uma série de crimes, adolescente de 16 anos foi detido ontem (8) em Dourados, a 233 km de Campo Grande, acusado de furtar sete motos em menos de uma semana na cidade. Segundo a polícia, ele agiu na companhia de Willian Figueiredo de Abreu, 32, que foi preso.
 
Ao ser detido, o adolescente afirmou aos policiais que essa seria “só mais uma bronca” contra ele, que, apesar da pouca idade, já é acusado de roubo, tráfico de drogas, furtos e tentativa de latrocínio.
 
O caso foi esclarecido pelo SIG (Setor de Investigações Gerais), da Polícia Civil. Quando os policiais chegaram à casa na Vila Esperança, região leste da cidade, Willian e o adolescente cheiravam cocaína na sala. Uma das motos furtadas foi encontrada no local.
 
De acordo com o delegado Rodolfo Daltro, nos últimos dias a polícia registrou quantidade expressiva de furtos de motos na área central de Dourados. O SIG descobriu que duas pessoas estavam praticando esses crimes.
 
Na tarde desta terça-feira, os policiais chegaram até a residência de uma mulher de 36 anos, na Rua Jose de Alencar, na Vila Esperança, No local foi encontrada uma Honda preta, furtada segunda-feira. Também estavam na casa Willian de Abreu e o adolescente, marido da mulher, identificada como Ana Cristina.
 
Segundo o delegado, o adolescente contou ser o autor dos furtos de motos, praticados na companhia de Willian de Abreu. Os veículos foram trocados por cocaína, segundo o adolescente. O homem, no entanto, negou os furtos e disse ter vindo de São Paulo a Dourados há poucos dias, para arrumar emprego.
 
Para furtar as motos, os dois usavam uma chave falsa e em poucos segundos levavam os veículos. O adolescente contou que as motos furtadas foram trocadas por cocaína em uma aldeia do município.
 
O rapaz foi apreendido e Willian autuado em flagrante por furto qualificado pelo concurso de agentes e emprego de chave falsa e uso de drogas ilícitas. A investigação segue, para identificar os receptadores das motos furtadas.


› FONTE: Campo Grande News